Archive for the ‘Linux’ Category

Ubuntu 10.4

Bom amigos, vou comentar a minha vivência com o ubuntu 10.4 o lucid, muito bonito, visual novo, todo inspirado no osx da apple, uma das grandes soluções foi o acesso nativo a aparelhos portateis como ipod touch e iphones, que agora é reconhecido nativa-mente sem necessidade de configurar programas adicionar drivers e modulos ou outras configurações do genero.

Uma boa dica são os usuários que mantém o Lucid acompanhado pelo velho rwin ou outro do género, no mesmo hd ou em dual boot, na versão anterior para montagem de dispositivos como uma partição do rwin seria necessário a senha do sudo para o mount, agora isto esta corrigido.

Uma grande mudança o correu com a integração com os menus e barras do Gnome, que estão mais trabalhadas a mais integradas, é possível ver um menu de applet que integra toda a parte de comunicação entre redes e pessoas, o Empaty é o mensager padrão com operabilidade em vários protocolos, podendo juntar todos seus contatos em um único programa.

Comandos Linux

Bom hoje precisei de saber coisas do hadware de um servidor linux, pois é me veio a cabeça, desliga, abre, vejo e ligo, mas ai quem tivesse trabalhando no servidor ficaria a ver navios.

Estava querendo aumentar um modulo de memoria, então tive que verificar a frequência no modulo instalado no servidor, o comando foi o dmidecode.

Outro comandinho que nunca me lembro de postar é para achar trechos de código sem saber explicitamente em qual arquivo esta, o grep,

grep -r “trecho de código” .

vai procurar “trecho de código” nos arquivos da pasta atual recursivamente.

E mais um comando legal é um diff muito útil para comparar áreas de código, copias de trabalho de cvs, svn ou qualquer outro gestor de controle de versões, mostra os arquivos que estão diferentes em uma pasta e outra.

diff –brief /caminho

Ubuntu 9.10

Bom, é isso mesmo vamos falar um pouco do nosso bom amiguinho Ubuntu que recentemente estreou a sua versão 9.10.
O “Karmic Koala” assim denominado esta em uma grande discução na lista de usuarios, é verdade sim que não esta me uma de suas melhores versões e estabilidades, mas temos que ter alguns pesos para avaliar.
Muitos estão criticando a montagem de outras partições, que infelismente no Koala esta solicitando senha para esta função, a solução pode ser simples mas o fato é que não houveram noticias desta, mesmo colocandondo o usuario no grupo de permissões de montar dispositivos, em grupo de root e tals (foi que foi feito por min) não foi resolvido mas fica como promessa uma solução para isso assim que eu encontrar.
Erros e erros configurações e configurações temos que saber separar estes dois fatos, pois a nova versão assim como toda versão que esta rescente tem seus ajustes, uma coisa que fiquei triste foi o suporte a 3g, no 8.10 era nessario faser alguma configuração em algum arquivo e no maximo algum apt-get para dar install, mas no “Karmic” voi um carma mesmo, lendo noticias fui informado que o servoço network havia saido na distro com bug, até ai ok deve ter algum apt-get update que conserte, mas a descepção, tem hora que o modem é reconhecidpo horas nem se ve, e quando é reconhecido no gnome o icone de rede conecta mas não navega, resolver isso foi simples. Ultimamente estou confortavel com os mimos do “wvdial” seria bom que viesse como padrão este pacote mas não tem que rodar um apt-get install wvdial, pronto só ir no /etc/wvdial e colocar as confs, no google tem varios exemplos de cada operadora.
Depois do desabafo, rsrs. Vamos falar que muitos estão vendo estes problemas e falando que preferen seus velho Rwin ou que estão melhores tendo que formatar suas maquinas de tempos em tempos , hehe falando neste assunto outro dia vi um video do “Olhar digital” sobre como saber se esta na hora de formatar seu win. ou não , hehehe sempre né .
Bom mas concluindo, novas versões são desta forma, trasem alguma inovação, algumas mudanças e correções de segurança que podem nos traser algums problemas chatos como esses que reportei aki , mas o mundo do software livre vive desta forma, hj ou amanha alguem posta uma solução e ela fica madura o suficiente para acoplar a distribuição se tornando parte da distribuição. É bom ver criticas como as que estão acontecendo na lista,
Um grande abraço.
🙂

The post is brought to you by lekhonee v0.7

Se o linux fosse o SO mais utilizado

Recebi de um amigo este relato, e achei muito interessante.

Autor desconhecido


E se o sistema operacional mais usado fosse o Linux …

Eu compreendo o indivíduo que declarou ter problemas em passar do Linux para o windows.

Senti o mesmo ao experimentar o Windows.

Decidi experimentá-lo, depois de alguns amigos que o usam a toda a hora me dizerem que era ótimo.

Fui até ao site da Microsoft para baixá-lo mas não estava lá disponível. Fiquei frustrado porque não consegui descobrir como se baixava o mesmo. Por fim tive que perguntar a um amigo e ele disse-me que tinha de o comprar.

Fui até o  carro, fui até à Staples e pedi a um dos vendedores uma cópia do Windows. Ele perguntou-me qual, eu disse-lhe: “Quero a mais completa, por favor” e ele respondeu: “São R$ 599.00 , por favor…”. Soltei um palavrão e voltei para casa de mãos abanando.

Um dos meus amigos deu-me uma cópia do Windows XP mas disse-me para não dizer nada a ninguém. Achei estranho porque faço sempre cópias do Linux para qualquer pessoa que me peça e digo sempre para passar essa cópia a qualquer outra pessoa que esteja interessada, uma vez que já precisem dela. De qualquer forma coloquei o CD no leitor e esperei que iniciasse o sistema do “Live CD”. Não funcionou. A única coisa que fazia era perguntar-me se o queria instalar. Telefonei para um dos meus amigos, para saber se estava a fazer alguma asneira, mas ele disse-me: “O XP não roda o sistema diretamente do CD”.

Decidi, então, instalá-lo. Segui as instruções que apareciam na tela mas comecei a ficar nervoso porque não perguntou nada sobre os outros sistemas operacionais. Quando instalei o Linux, ele reconheceu que tinha outros sistemas operacionais na máquina e perguntou-me se queria criar uma nova partição e instalar o Linux lá. Voltei a ligar para o meu amigo e ele disse-me que o Windows elimina qualquer outro sistema operacional que encontra, ao instalar-se.

Fiz uma cópia de segurança das minhas coisas e joguei-me de cabeça na instalação. A instalação foi bastante simples, tirando a parte em que tive que escrever umas letras e um código. Tive de ligar outra vez para o meu amigo mas ele ficou chateado e veio escrever ele próprio o código. Voltou a dizer-me para não dizer nada a ninguém (!!!).Depois de reiniciar o computador, dei corrida de olhos pelo sistema.

Fiquei chocado quando me deixou mudar as configurações do sistema sem pedir o acesso de root. O meu amigo começou a ficar um bocado irritado quando liguei outra vez para ele, mas acabou por aparecer em minha casa. Disse-me que o acesso de root era dado logo na inicialização. Tratei logo de fazer outra conta de usuário normal e passei a usá-la. Comecei a ficar confuso quando tentei fazer mudanças e o sistema, ao invés de pedir acesso de root, disse-me que tinha que fechar a sessão de utilizador normal e abrir uma sessão como administrador. Comecei, então, a perceber porque é que tantas pessoas entram sempre como root e tive um arrepio na espinha.

Bom, mas já era hora de trabalhar. Fui ao menu “Iniciar -> Programas”, para abrir uma planilha que eu precisava terminar, mas não consegui encontrar a aplicação de planilhas. O meu amigo disse-me que o Windows não trazia nenhuma aplicação dessas e que eu teria que a baixar da Internet. “Oh…”, pensei, “uma distribuição básica”. Fui ao “Adicionar/Remover Programas” do painel de controle (tal como no Linux), mas não havia lá programas para adicionar. Apenas deixava remover os programas. Não consegui encontrar o botão para adicionar aplicações. O meu amigo disse-me que eu tinha que procurar as aplicações por minha conta. Depois de muita pesquisa no Google, lá encontrei, descarreguei e instalei o OpenOffice.org.

Para dizer a verdade, diverti-me à brava com o Windows. Não entendi muito da terminologia… porque é que há um drive A, depois um C… onde é que está o drive B? Achei a distribuição demasiado básica, não inclui nenhuma aplicação que seja verdadeiramente de produtividade e torna-se muito confuso procurá-la. O meu amigo disse-me que eu precisava de software anti-vírus e anti-spyware, mas o Windows não vinha com nada disso.

Achei-o difícil, confuso e demasiado trabalhoso para mim. Pode ser bom para uma pessoa que seja do tipo técnico, como o meu amigo, mas eu prefiro o Linux, obrigado.